13 de nov de 2012

"Mar colado na Tempestade"

O Mar esta colado antes de partir para a Tempestade o prenuncio de um vento sudoeste me refaz pensar em que ponta do globo meus pés estão tocando.
No mar, nos sedimentos dos ríos e montanhas escuras submersas chegam nas cidades pelo simples mover das ondas.
Sedimentos regularmente redondos, areia.

A vontade de ausência é descrita em um momento, a inversão de sentidos aparece justificada no espaço.

Ed. 05 PA+04





Uma tarde antes de pegar um avião.